Sexo e espiritualidade: o que falta a gente falar


Sexo e amor se parecem em muita coisa. Não concordo com a música da Rita Lee que diz que “amor é divino, sexo é animal”. Existe algo mais espiritual do que a ligação de duas pessoas abençoadas pela intimidade? Há algo mais deliciosamente intenso do que não saber se o que você está sentindo é amor profundo ou tesão intenso?

Muito se fala sobre o sexo libertário, sobre fantasias surreais, posições preferidas de gordas ou magras. Se fala de soltar os demônios, de palavrões, algemas. Mas falta. Falta contar pra todo mundo, que sexo é terapia gratuita contra toda a falta de autoestima, que a conexão que transborda no olhar depois do sexo beira o divino.

As mulheres já sabem que podem transar no primeiro encontro, mas será que elas lembram que a qualidade do sexo está na proporção da entrega? Nos tornamos libertárias demais para o afeto? O silêncio no sexo nos incomoda?

Parece que não temos mais vergonha de soltar os nossos demônios, mas que elas, as nossas fantasias mais loucas, nos protegem de sermos apenas a Joana, a Carol, a Ana. Mulheres decididas, fortes, femininas. Que, por que não, gostam de sexo divino, não sexo pornográfico.

Erasmo Carlos disse que a música e sexo nos aproximam de Deus. E, ah, como o tremendão tem razão. Já Zeca Baleiro, gênio monstruoso da poesia, afirma na trilha sonora deste texto: “afinal o amor é tão carnal”.

Se é o amor que é carnal ou o sexo que é espiritual, não sei dizer. Mas que a divindade é algo comum aos dois, não tenho a menor dúvida. É só abrir os olhos e os sentidos para perceber.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=Z2LlWOE2DsY]

Outros textos

4 Replies to “Sexo e espiritualidade: o que falta a gente falar”

  1. Apenas continue escrevendo eternamente, é dom de Deus em você, é sobrenatural, vejo coração em cada letra, emoção em cada frase e vida em cada texto! Me sinto mais viva ao ler seus textos, mais humana, mais feliz. Te conheci no EOH e desde então acompanho seus textos, nunca fiz um comentário, mas você me abraçou, me fez rir, me consolou, me alegrou, me fez insistir,me trouxe paz e me deu até amor em momentos que nem imagina! Houve uma época em que tudo aquilo que eu não era capaz de expressar, eu lia em seus textos, era como se você transcrevesse minha vida semanalmente. Por algum motivo, vim agradecer hoje, depois de muitos meses sem ler nada seu, mas precisava agradecer. Obrigada por ser inspiração, compreensão e confidencialidade. Muitos podem escrever, mas poucos podem apreender a alma do outro, você pode. Parabéns!

    De uma amiga, que você ainda não conhece.

  2. Adorei seu texto! Parabéns, compartilho do mesmo pensamento que o seu. O sexo vai ser o que a gente fizer dele, e ele pode ser divino, amoroso e lindo. Bjs querida!

  3. E eu que vi esse comentário depois de alguns dias e, assim como você diz sobre os meus textos, ele me abraçou exatamante quando eu precisava? Muito obrigada pelo carinho. As palavras só conseguem emocionar quem tem o coração aberto pra isso. Estou realmente emocionada com ter você na minha vida. (Assinado por uma amiga, que já adoro pelo pouco que conheço.)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *