Idealizar é querer que o outro seja previsível


Todos os dias eu respiro fundo. Não porque medito, mas porque preciso que o ar entre nos meus pulmões e comprima, pelo menos um pouco, a minha frustração. Porque quem cria expectativas demais às vezes parece transbordar. E a sensação de que falta só a gota d'água é uma sombra...

Santa Catarina: estado de graça


Minha mãe conta que, quando criança, uma das suas brincadeiras favoritas era correr com os animais que eram criados em casa. Na época, uma necessidade. As melhores lembranças são reservadas para as galinhas, responsáveis pelos ovos harmonizados sem gourmetização com a polenta de todos os dias. Meu tio, 40 anos depois,...

Nuvens negras não se atraem – mas mancham o seu olhar


Volta e meia entro numa cilada meio exotérica – nem sei bem como isso funciona, mas entro – e passo a acreditar em nuvens negras, infernos astrais e que um problema, definitivamente, atrai outro. Mesmo, no fundo, sabendo que nada disso procede, parece que as situações ruins tem um ímã...

30% é um mundo (e não podemos aceitar)


"Tudo depende do ponto de vista" e "sempre dá pra ver o copo meio cheio" são frases que eu repito à exaustão. São tentativas – às vezes frustradas – de não deixar que as notícias ruins acabem com meus dias. Normalmente, quando a notícia é de que é 30% alguma...

Novas histórias para a Prainha


"Olha ali, a Prainha iluminada!". Eu estava encantada em ver aquela cena. Deveria estar magoada pela demora que levou aquele lugar a ficar fechado por tanto tempo. Deveria estar querendo entender porque, depois do sucesso do Ramiro Ruediger como espaço de lazer, a Prainha não se tornou prioridade máxima. Mas, não....

Respeite o meu 1kg de força


Tô chegando aos 30 e resolvi sair do sedentarismo de uma vez por todas. Já tentei pilates e hidroginástica. Mas, no fundo, sempre soube que eram atividades mais voltadas para o meu condicionamento emocional do que físico, já que era minha chance de ter a minha mãe só pra mim...

Três mulheres: passado recente, presente e futuro


Luisa, Eliza e Ana Maria têm idades diferentes. São 5 anos, 2 primaveras e 10 dias, respectivamente. Pra qualquer um, são crianças que descobrem o mundo – cada uma na sua fase e ao seu jeito. Em mim elas provocam, entre brincadeiras e choros, um transporte ao passado e uma...

Carta para Ana Maria


Eu queria aproveitar o cansaço (que, ao contrário do que vive a sua mãe, não é físico, mas emocional) pra te dar boas-vindas, Ana Maria. Esse mundo, que você até hoje habitou no quentinho do ventre, às vezes cansa. Mas é bonito demais e hoje, quando me dei conta que...

Dia dos Namorados: comemore apenas se estiver inteiro


Não é a quantidade de corações de TNT nas vitrines, nem as cafonas e inaceitáveis sacadas sexistas da propaganda, nem os anúncios no Facebook de restaurantes buscando reservas. O que nos lembra que é Dia dos Namorados no próximo domingo é a auto-avaliação de quem está num relacionamento e quer...

Esqueça as certezas, se apegue as dúvidas


Vivemos na era do discurso. Não é preciso tribuna, microfone, plateia. Temos um teclado e seguidores (que seja meia dúzia). Todo mundo pode falar. O que é ótimo. Estamos empoderados, disruptivos e cheios de opinião. Estamos também apressando o processo de metamorfose que todas as nossas dúvidas sofrem antes de...

Estamos todos de ressaca


O enjôo da ressaca é diferente de qualquer outro. Primeiro porque raramente vem sozinho: o peso na consciência, o "por que não pensei nisso antes?" e o arrependimento são sintomas claros de que exageramos na dose. Tenho a impressão de que vivemos numa ressaca coletiva, que aflige seres humanos que...